terça-feira, 24 de junho de 2014

Resenha: Todo Dia

Autor:  David Levithan
Paginas: 280
Editora: Galera Record


" Na maior parte do tempo, bem é suficiente"

"Conhecimento é a única coisa que levo comigo quando vou embora."



      Acordo todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, preciso me adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Todo dia uma nova vida. Todo dia uma pessoa diferente. Todo dia a paixão pela mesma garota.


      De longe o romance mais improvável que eu já vi. Todo Dia conta a historia de A, um jovem de 16 anos que habita corpos de pessoas da sua idade, independente do sexo, ele permanece por apenas um dia em cada corpo e nunca habita o mesmo corpo duas vezes. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e se apaixona por sua namorada, Rhiannon, a partir dai suas prioridades mudam, e A passa a fazer de tudo para estar perto de Rhiannon, a partir daí A tem a difícil tarefa de contar a Rhiannon sua condição e ainda faze-la se apaixonar e lutar por ele.
      
Um livro que faz pensar o que é o amor verdadeiro, o que somos capazes por ele, e ainda mostra todo tipo de preconceito pelos dois lados, quem tem (Rhiannon) e quem sofre (A). Sem duvidas A é um personagem apaixonante, mas eu em particular tenho muita pena da Rhiannon, a vida dela muda de um dia para o outro de uma forma drástica e ela não pode desabafar com ninguém, afinal quem acreditaria?


Um livro incrível, que deixa um ressaca gigantesca, mais vale muito a pena. 

4 Estrelas